Tecnologia do Blogger.

quarta-feira, 29 de setembro de 2010

S.V.O || sujeito.verbo.objeto


                                                                                                      
                           
Made with Slideshow Embed Tool             
           video 

terça-feira, 21 de setembro de 2010

ENSAIO CRÍTICO

tento diluir
nas repetições
aquele que se afaga
debaixo das roupas
feitas de urtiga,
para que a cadela
que eu seja
com cílios postiços
e de salto agulha
se equilibre
simulando a manhã
num poema
faminto,
como se assim
pudesse reter o deserto
que li hoje à tarde
e estranhamente
dizia da água:

recipiente quase falso como o corpo do outro

quarta-feira, 8 de setembro de 2010

DA CLAREZA


Não aprendi a magia das respostas lúcidas, tão claras seriam minhas palavras pra dizer o simples. Como dizer daquela tarde e do assombro do que aconteceria? A mesma ausência que demove o que dentro sopra e move? Só o amor que não oscila?


Tendo parte de tua vida inventado, me despeço dos cadernos. E a rima que seríamos é de  silêncio, pra que o sentido escorra e não seja eu nem tu, nem nós nem eles, e seja só, só, uma palavra que eu não disse.

Translate

Seguidores

  © Blogger templates The Professional Template by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP